Páginas

sábado, 5 de setembro de 2009

CHALITA-BERARD: A EXPOSIÇÃO DO ANO





A ALIANÇA FRANCESA DE MACEIÓ apresenta a exposição CHALITA-BERARD, que reunirá as principais obras de dois ícones da pintura: Pierre Chalita e Daniel Berard. São cerca de 40 quadros pintados entre os séculos XIX e XX, reunidos pela primeira vez em Alagoas. A exposição integra as Comemorações do ANO DA FRANÇA e estará aberta para o público entre 23 de setembro a 22 de novembro, na Fundação Chalita, bairro de Jaraguá. A entrada é gratuita. Compartilho com vocês a APRESENTAÇÃO que redigi para o evento.


Durante o Segundo Reinado, D. Pedro II engaja-se no projeto de fortalecimento da identidade nacional, estimulando historiadores, pintores e músicos a retratar o país em toda sua diversidade cultural. Entre iniciativas oficiais, está o Prêmio Viagem, instituído pelo Imperador para financiar o pensionato no exterior de artistas talentosos durante o período de três anos. A idéia era dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela Missão Francesa de 1816 na construção do sentimento de brasilidade.
Daniel Bérard foi um dos bolsistas escolhidos para estudar na Europa, ao lado de pintores como Almeida Júnior e Vitor Meireles. Nascido em 1846, o jovem Bérard muda-se para a França em 1873, onde estuda em Avignon, Marseille e Paris. Com a pensão de 300 francos, destaca-se como aluno aplicadíssimo e vocacionado, que participa ativamente de diversas exposições em importantes cidades européias. De volta ao Brasil, envolve-se em vários projetos culturais e exerce o magistério na cátedra de desenho. Em 1896, expõe no Salão Nacional de Belas Artes, obtendo o reconhecimento do público e da crítica especializada. Sua pintura ficou marcada pelo simbolismo alegórico e pela habilidade de retratista.
Pierre Chalita nasceu em 1930 e pinta desde a adolescência. Aos 28 anos de idade muda-se para Paris, onde estuda na Escola Superior de Belas Artes e exerce o ofício de pintor. De volta ao Brasil, assume o cargo de professor de pintura e técnica de composição artística da UFPE e UFAL. Participa da exposição Surrealistas Brasileiros e expõe suas telas em mostras individuais e coletivas no exterior (Madri, Roma, Viena, Barcelona e Paris). Detentor de estilo próprio e inconfundível, Chalita não se filia a nenhum movimento artístico. As referências estéticas e psicológicas que o acompanham buscam captar a condição humana em um mundo cheio de contradições e perplexidades.
CHALITA-BÉRARD é o encontro entre dois grandes artistas que se destacam pela originalidade e simbolismo de suas obras. A exposição reúne os quadros mais representativos, pintados sob a influência de grandes mestres da pintura européia como Henri Lehmann, Gustave Jacques e Chapelain-Mydi. São gerações que se entrecruzam numa mostra histórica e inusitada, coroando as comemorações do Ano da França no Brasil.

GEORGE SARMENTO
Diretor da Aliança Francesa


5 comentários:

Isaac Sandes disse...

Grande iniciativa companheiro George.

Mariana Melo disse...

Prof.,

Meu namorado também é artista plástico e muito amigo do Pierre Chalita. Por isto e, claro, também pelo amor à arte, estamos muito interessados em visitar a exposição.

Qual o horário em que estará aberta? Haverá algum procedimento especial na abertura?

Desde já, agradeço!


Abraços,

Mariana Melo

Mariana Melo disse...

Prof.,

Mais uma vez, estou aqui para esclarecer uma dúvida...rs.
O Sr. disse, no post, que a abertura da exposição se daria no dia 23; entretanto, "O Jornal" afirma que é dia 22.
Qual informação procede?

Outro abraço,


Mariana Melo

GEORGE SARMENTO disse...

Mariana,

Desculpe o equívoco.
A abertura será no dia 22 mesmo.
Vc e seu namorado serão muito bem vindos.
Abração
George

priscila disse...

Oi, sou de Recife e tenho um arquivo com uma genealogia de minha família e ele diz que o Daniel Bérard era irmão de uma tia avó minha, estou procurando alguns arquivos sobre ele e gostaria de saber se você tem algo ou onde posso fazer algumas pesquisas mais especificas...
Agradeço desde já,
Priscila Câmara