Páginas

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

POR QUE SOU CANDIDATO

Colegas do Ministério Público,


O lançamento de minha candidatura para o cargo de Procurador-Geral de Justiça tem gerado grande expectativa e vários questionamentos na classe.Muitos ficaram felizes em saber que a instituição conta com mais uma opção na escolha daquele que conduzirá os seus destinos no biênio 2009/2010. Acreditam na minha integridade e capacidade gerencial para enfrentar o desafio.
Por isso resolvi criar esse blog para expor minhas propostas e discutir abertamente os caminhos a serem seguidos pelo Ministério Público.

Atendi a convocação de vários amigos que entenderam que eu poderia dar uma contribuição concreta ao processo de modernização do Ministério Público, lutando pela dignidade remuneratória da classe, inclusive o pagamento de diferenças vencimentais e coordenando a defesa dos interesses coletivos da sociedade alagoana.

A candidatura é independente, verdadeira, para valer. Não é produto de manobra de quem quer que seja nem serve a nenhum propósito escuso. Não sou oportunista ou joguete de grupos políticos ou quaisquer outros grupos... Quem conhece minha trajetória não tem dúvida disso! Eleito, serei o Procurador-Geral de Justiça de todos, sem discriminações ou favoritismos.

Minha biografia autoriza a pleitear o cargo. Há 24 anos estou em pleno exercício de minhas funções, sem jamais ter pedido qualquer afastamento. Durante 10 anos fui promotor em diversas comarcas do sertão alagoano (a exemplo de Batalha, Delmiro Gouveia, Piranhas, Mata Grande, entre outras) e conheço bem a realidade e as dificuldades daqueles que trabalham no interior do Estado. Atualmente atuo na Fazenda Pública Estadual, participei de inúmeras investigações e fui subscritor de diversas ações que causaram impacto no Estado, a exemplo da recente ACP que afastou os deputados indiciados na Operação Taturana.

Sou candidato porque acredito num Ministério Público digno, independente, forte e atuante, que defenda os legítimos interesses da sociedade que todos queremos. Desejo um Ministério Público que não seja movido por picuinhas, interesses externos ou partidarizações. Seremos parceiros do Governo nas questões de Estado e faremos tudo que for possível para ajudar no combate à sonegação fiscal, à improbidade administrativa e à criminalidade, sem que seja necessário abrir mão de nossas prerrogativas constitucionais.

Farei uma campanha sem ataques pessoais e responderei, aos ataques que porventura sofrer, com a força da verdade e a dignidade do meu caráter.

Meu objetivo é apresentar propostas concretas, que possam ser colocadas em prática durante o mandato. Espero contar com a visita de vocês em nosso blog!

Abração,

GEORGE SARMENTO

Um comentário:

Claudemir disse...

Professor, boa sorte na sua candidatura. Estarei torcendo por você.
Grande abraço